Consciência Ambiental

Consciência ambiental é saber que, em última análise, não existe distinção entre o ser e o meio.

Infelizmente, desde a revolução industrial, o homem desenvolveu uma noção equivocada de que ele pode controlar o meio. Mas estamos, enfim, descobrindo a realidade de que vivemos em um sistema fechado, finito. E existem consequências para as nossas ações: o lixo acumulado polui a água e atrai vetores de doenças, o esgoto despejado nos rios mata peixes e inviabiliza a captação para uso humano, o ar poluído pelos nossos carros afeta o desenvolvimento das crianças, entre outras. A lista das consequências é infinita e, em geral, maléfica à própria existência do homem.
Por outro lado, existe um caminho intermediário onde as coisas boas do desenvolvimento econômico (produtos que proporcionam bem estar, fábricas que geram empregos, meios de transporte que nos possibilitam conhecer o mundo) podem coexistir perfeitamente sem lixo, com rios e mares limpos, e ar puro.
Mas este caminho não é óbvio e tem diversas bifurcações em sua extensão, que são as escolhas que fazemos no dia a dia. A mãe de família pode escolher reciclar o lixo da sua casa, optar por produtos biodegradáveis. O gerente da fábrica pode escolher tratar o efluente ao invés de lançá-lo bruto no córrego. O governante pode escolher criar meios para que a aplicação das leis ambientais seja melhor fiscalizada.
Existem diversas maneiras para testar se fizemos a escolha certa. Mas talvez a melhor e mais simbólica seja refletir: “quando eu explicar o que escolhi para meus filhos, eles vão aprovar?”. Após refletir, precisamos agir e fazer da nossa escolha uma ação concreta.
Texto: teraambiental.com.br
Por trás do glamour de cosméticos convencionais, esconde um mar de poluição do para o corpo e para o meio ambiente!
O shampoo que deixa o cabelo sedoso e brilhante ou o sabonete com toque aveludado escondem um lado nada glamouroso: para conseguir esse efeito, a maioria dos produtos possuem derivados de petróleo, que nada mais são do que plástico em forma líquida. Outras marcas se orgulham de só ter ingredientes naturais na fórmula – mas os componentes são obtidos com métodos duvidosos de produção, em países distantes nos quais as regras ambientais são inexistentes. “um simples banho pode ser nocivo, dependendo da escolha do sabonete líquido ou do shampoo.”
“O efeito macio e sedoso é garantido, mas na verdade estamos envolvendo os cabelos de plástico e, quando enxaguamos a cabeça, ainda levamos esse plástico para os esgotos. É muito grave porque além de poluirmos mais o planeta a cada banho, ainda colocamos poluentes no nosso próprio corpo” (RFI Brasil)
A industria de cosméticos convencionais produzem produtos para cada parte do corpo, para estimular o consumo exagerado e fazer o consumidor a comprar cada vez mais.  Mas nunca parou para pensar se realmente precisa disso tudo?
Não precisamos de tudo isso! É possível consumir menos e melhor. Produtos simples e de multiuso, como os óleos vegetais, que têm ingredientes naturais e são ótimos para a pele como um todo, porque contêm ácidos graxos que a nutrem profundamente, sem poluir o meio ambiente!
Uma consequência alarmante decorrente da poluição é o aquecimento global, provocado pelo poluição urbana, pela degradação do meio ambiente. Como consequência desse aumento na temperatura no interior da Terra, podemos ver o derretimento das calotas polares, provocando um aumento no nível dos oceanos; a diminuição da umidade do ar podendo provocar desertificação em algumas regiões; o aumento de furacões, tufões e tornados e intensas ondas de calor.
É necessário conscientização da sociedade para que diminua produção de lixo e a emissão de gases consequentemente a poluição,algumas dicas simples que podemos encorporar no dia a dia. Podemos fazer a nossa parte e espalhar essa consciência ao maior numero de pessoas.

Plantando mais árvores;
• Evitando queimadas;
• Reciclando o lixo;
• Economizando energia elétrica ou usando a energia solar e a energia eólica (vento) para produzir energia elétrica;
• Usando mais transportes alternativos;
• Optando por produtos biodegradáveis, naturais, orgânicos;
• Diminuindo a emissão de CO2 realizada pelos meios de transporte;
• Conscientizando a população mundial sobre o aquecimento global.

Qual é o mundo que você quer deixar para seus filhos, netos???

Contribua, faça a sua parte, preserve o meio ambiente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *