Beleza Sustentável

Cuidar da beleza em compromisso com o meio ambiente além de várias vertentes, a escolha pelo cosmético “verde” está além de uma tendência de consumo ou modismo. Estudos crescentes mostram a toxicidade dos cosméticos convencionais fazemos um movimento para o mercado de cosméticos naturais crescer de forma rápida e consistente.
Mas o que é um cosmético verde ou sustentável?
“Um cosmético sustentável é aquele que utiliza em sua composição apenas ingredientes naturais, com produtos originados de agricultura orgânica, respeitando o meio ambiente e o comércio justo, sem testes em animais e com embalagens recicláveis ou recicladas. Os produtos também devem ser livres de conservantes derivados do petróleo, não conter fragrâncias ou corantes sintéticos, além de outras substâncias potencialmente tóxicas.” Texto retirado na íntegra da matéria ‘Alternativas sustentáveis de cosméticos’, no Portal OrganicsNet.
Porque optar por cosméticos naturais e sustentáveis?
*Responsabilidade ambiental e social:

Os consumidores modernos têm uma consciência global crescente e se preocupam com a responsabilidade social e ambiental. Um dos principais benefícios de produtos sustentáveis ​​é o seu impacto ambiental mais amável.

Toda semana, novas histórias aparecem sobre perigosas emissões de carbono ou vastos carros alegóricos de plástico no oceano. Muitos petroquímicos em cosméticos convencionais são poluentes tóxicos e degradam o meio ambiente e também nossos corpos. À medida que nos tornamos mais conscientes ecologicamente, os consumidores exigem produtos naturais e com baixo teor de poluentes.

Um exemplo recente de poluição e demanda do consumidor é a proibição de microesferas. Microbeads são pequenos pedaços de plástico encontrados em muitos produtos de banho e esfoliantes. No entanto, eles não se dissolvem e, em 2015, um estudo relatou que mais de oito trilhões de microesferas estavam sendo lavadas em nossos cursos de água todos os dias. 
*Maior eficácia:

Ingredientes naturais e oleoquímicos são menos propensos a causar irritação na pele ou reações alérgicas. Sem produtos químicos sintéticos, tóxicos ou cores artificiais, os produtos sustentáveis ​​dependem das propriedades curativas encontradas naturalmente em plantas e animais – os ingredientes que os seres humanos usam há séculos.

Considere a glicerina , um derivado natural do óleo de palma. O líquido claro e não tóxico é usado em sabões, produtos farmacêuticos e cosméticos. Por ser um umectante, a glicerina pode reter água, tornando-o um excelente hidratante. A glicerina melhora as características higroscópicas do corpo , incentivando a pele a absorver e manter a água. Como uma substância não irritante, pode ser aplicada em qualquer lugar do corpo. É um ingrediente antienvelhecimento eficaz e, devido às suas propriedades antimicrobianas, também pode servir como tratamento para acne.

Um oleoquímico que tem todo o poder de produtos químicos sintéticos sem nenhuma toxicidade, a glicerina é um exemplo perfeito da eficácia natural de cosméticos sustentáveis.

*Saúde a longo prazo:

Embora os petroquímicos possam fornecer resultados a curto prazo, os efeitos a longo prazo podem ser altamente tóxicos para os seres humanos e o meio ambiente. Anos de uso de cosméticos sintéticos foram atribuídos a dores de cabeça, lesões oculares, acne, desequilíbrio hormonal e envelhecimento prematuro.

Ao escolher cosméticos sustentáveis, um consumidor renuncia ao estresse e à incerteza de produtos tóxicos e sintéticos e investe em sua saúde e beleza a longo prazo.


Com o crescimento do mercado, muitas marcas de cosméticos vêm adaptando processos e fazendo investimentos para garantir espaço e não desapontar os consumidores.
Mas cuidado muitas empresas estão utilizando do “marketing verde” para não perder mercado e no então mantém políticas de produção nada sustentável.

A sustentabilidade vai muito além de ingredientes naturais e orgânicos em formulações cosméticas. Ela engloba a transparência nas cadeias de fornecimento, produção e distribuição, além dos aspectos sociais.

Diferenciais na produção de cosméticos sustentável

*Utilize ativos e matérias-primas sustentáveis:

A maioria dos óleos minerais usados em cosméticos não é biodegradável e gera risco ao meio ambiente. As marcas podem substituir os óleos minerais pelos vegetais, que são bem absorvidos pela pele. Outro ativo importante no mundo dos cosméticos é o polietileno, muito utilizado em esfoliantes. Trata-se de uma partícula plástica que não penetra na pele e, quando vai para o ralo, não é filtrada ou reciclada, em função de seu tamanho. Essas partículas vão direto para o meio ambiente, causando a contaminação de oceanos, rios e lagos e prejudicando ecossistemas marinhos. A substituição desse ativo pode ser feita com microesferas vulcânicas.

Utiliza embalagens com reaproveitamento:

Procure fornecedores que possuam certificações e materiais sustentáveis. Embalagens tipo PET são reaproveitáveis e ajudam a minimizar os impactos ao meio ambiente. Outra opção para agregar sustentabilidade é a oferta de refil, tornando o produto mais barato e reutilizando a mesma embalagem.
Além disso, assegure que seus clientes recebam os produtos em sacolas biodegradáveis.

Promove práticas sustentáveis na empresa:

Procure conscientizar toda a empresa a agir corretamente com os recursos, estabelecendo pequenas práticas que todos devem seguir. Há muitas ações que podem ser adotadas, como janelas grandes, que diminuem a utilização de energia elétrica; instalação de lâmpadas econômicas; utilização de sensores de presença; reutilização da água da chuva; reutilização de papéis para rascunho e utilização de papel reciclado em todos os materiais da empresa.

Transparência:

Informe seus clientes sobre o processo pelo qual o produto passa, as práticas sustentáveis que a empresa adota e as certificações que possui (caso possua). As informações podem ser expostas nas embalagens, nas sacolas ou em um folheto anexado ao produto vendido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *